14 de dez de 2009

Suave


Na minha boca calo segredos
Aquieto chistes e silencio trovões

Na minha alma adormeço sonhos
Embalo o futuro, crio paixões

Dentro de mim moram asas
Nas costas, nos pés, nos cabelos

Ao meu redor o vento se move
E eu quero beijar estrelas

Meu tempo que passa
Meu tempo que é
Meu tempo que virá

Dentro dos meus olhos
Vejo o meu mundo

Dentro do meu relógio
Mora um segundo

Temp(l)o das minhas certezas